Vendas digitais e novos produtos: a receita da Casa Bauducco para o Natal da pandemia – Pequenas Empresas Grandes Negócios

Vendas digitais e novos produtos: a receita da Casa Bauducco para o Natal da pandemia – Pequenas Empresas Grandes Negócios

Vendas digitais e novos produtos: a receita da Casa Bauducco para o Natal da pandemia – Pequenas Empresas Grandes Negócios 150 150 Super Anfitrião

Fatia de panetone da Casa Bauducco (Foto: Divulgação)

Fatia de panetone da Casa Bauducco (Foto: Divulgação)

Falta pouco mais de um mês para o Natal – talvez um dos mais esperados pelos varejistas nos últimos anos. Depois de meses de fechamento total e reabertura parcial de lojas, por conta da pandemia do novo coronavírus, a principal data de vendas do ano é uma esperança para muitos deles – o que inclui a rede de franquias Casa Bauducco, conhecida pelos panetones.

A Casa Bauducco é uma rede de cafeterias e pertence à Pendurata Alimentos, que também é dona da fábrica Bauducco. Nas franquias, é possível encontrar panetones durante todo o ano, tanto para presentear quanto para consumir no local. Historicamente, quando os sinos de Natal começam a soar, os presentes vivem seu auge.

“Toda a rede se mantém positiva quanto aos resultados e acredita na força da data para alavancar a comercialização em todas as lojas. A produção está a todo o vapor”, afirma a diretora de expansão de operações da Casa Bauducco, Renata Rouchou.

Ela conta que foram desenvolvidos mais de dez novos produtos para o Natal 2020, com novos sabores e formatos, e com apelo gift. Entre os itens estão Mini Panettones (Duo Cioccolato e Avelã), Bombottone, Panettone Bites, Chocottones de Trufa Branca e Brigadeiro Gourmet. Os valores vão de R$ 18,90 a R$ 259 “Foram criadas novas embalagens e há uma expectativa de venda elevada para este Natal, tanto no digital quanto fisicamente, considerando o incremento das novas lojas e até mesmo as vendas corporativas”, afirma.

A transformação digital das franquias ocorreu ao longo de 2020, no que a rede chama de “virada digital”, e é o elemento chave para a expectativa de bons resultados no final do ano. Nos últimos nove meses, a rede apostou em campanhas nacionais online, estímulo às franquias para divulgação regional e impulsionamento local para movimentar as vendas.

A Casa Bauducco também criou aplicativos próprios de delivery e take away, seguindo uma tendência das franquias de alimentação identificada em estudo divulgado recentemente pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) e pela consultoria Galunion. Para atender à demanda do isolamento social, a rede apostou na criação de novos produtos, como cestas personalizáveis ou itens que poderiam ser finalizados em casa.

Loja conceito da Casa Bauducco (Foto: Divulgação)

Loja conceito da Casa Bauducco (Foto: Divulgação)

Além dessas ferramentas, a rede, que carrega uma marca tradicional em seu nome, se jogou nas vendas por WhatsApp, compra direta pelo Google e cobertura ampliada e 24 horas em marketplaces como iFood e Rappi. Tudo isso ajudou boa parte das lojas a continuar abertas.

Apesar dos bons frutos da virada digital, a rede precisou lidar com momentos delicados durante o ano, principalmente no apoio à gestão das unidades franqueadas. “Propostas comerciais foram revistas, aluguéis, negociados; foi preciso fazer repasse, negociação de passivos, implantação de um calendário mensal comemorativo e outras reestruturações nas franquias”, explica Renata.

A rede também deu suporte para que os franqueados conseguissem acessar linhas de crédito, em parceria com a ABF, além de isentar a taxa de franquia de repasse e liderar as negociações de taxa de transferência dos shopping centers (valor cobrado pelos centros comerciais quando a loja troca de dono).

A Casa Bauducco também contratou uma nova agência digital durante a pandemia para reformular a comunicação online, o que tem ajudado a dar um suporte mais individualizado para as equipes de supervisão. “Outro diferencial foi a realização de webinares semanais com especialistas de áreas trabalhistas e locações, alimentando toda a rede com comunicados diários”, conta a executiva.

Promoções e bonificações têm sido as armas da marca para se atrair os consumidores na reabertura dos pontos. As lojas têm praticado ações como “pague dois, leve três”, devoluções de presentes mais práticas e até novos mix de produtos.

A inauguração de novas unidades ainda está em revisão, segundo Renata, mas a rede continua otimista e promete isenção da taxa de franquia, de cerca de R$ 60 mil, para quem quiser se tornar franqueado até o final do ano – o valor total de investimento para ter uma unidade é a partir de R$ 500 mil.

Fonte: https://revistapegn.globo.com/Franquias/noticia/2020/11/vendas-digitais-e-novos-produtos-receita-da-casa-bauducco-para-o-natal-da-pandemia.html

O que achou? Deixe seu comentário:

💼 Explore o setor com nossas soluções: invista em uma franquia Super Anfitrão! 

X
error: Conteúdo indisponível.