Camila Miglhorini triplica sua franquia durante a pandemia e abre três cozinhas industriais em um mês

Camila Miglhorini triplica sua franquia durante a pandemia e abre três cozinhas industriais em um mês

Camila Miglhorini triplica sua franquia durante a pandemia e abre três cozinhas industriais em um mês 1280 720 Super Anfitrião

O efeito negativo da pandemia não refletiu nos números da primeira franquia de comida saudável do Brasil, a ‘Mr. Fit’. O negócio que começou em 2014 e registrou uma expansão relativamente expressiva, está atravessando um crescimento inesperado e exponencial desde que a pandemia começou.

Os números já eram positivos: em seu primeiro ano, a Mr. Fit abriu 40 franquias e até fevereiro de 2020, um mês antes do começo da pandemia, já tinha 150 franqueados. A pandemia trouxe o inimaginável: a CEO da Mr. Fit, Camila Miglorini criou um modelo de negócio novo e mais acessível e saltou para 479 franquias e triplicou de tamanho.

O segredo é uma das franquias mais baratas do Brasil com um valor de entrada que custava 25 mil reais e hoje custa seis mil. O modelo foi reformulado para a versão que mais atende ao modelo de trabalho atual do brasileiro: o home-office.

A microfranquia ‘Home’, que entrega aos franqueados as marmitas fits congeladas virou o modelo de negócio mais procurado da marca e impulsionou um investimento de mais de dois milhões de reais. O motivo é que a ‘Home’ não precisa de um ponto, pode ser administrado de casa, apartamento ou de qualquer lugar que comporte um freezer. A entrega fica por conta da parceria firmada com o ifood, aplicativo de delivery.

O investimento milionário fez a CEO abandonar a terceirização dos alimentos congelados em outubro de 2020 e passar a produzir sua própria comida. De janeiro para cá, a Mr. Fit teve que ampliar duas vezes o tamanho da sua cozinha e passou de uma para três unidades fabris.
A produção própria era o que faltava para que a empresária pudesse ter mais liberdade na hora de criar os alimentos. Com autonomia na cozinha industrial, desenvolveu novos pratos, acrescentou sobremesas low carb e uma linha de chás. Além disso, o custo de produção foi reduzido e uma embalagem sustentável tomou o lugar da embalagem convencional. O aporte serviu para entregar mais variedade, reduzir custos e sobretudo, atender à crescente demanda.

Em espiral ascendente, a rede teve que contratar quase 30 novos funcionários para trabalhar na fábrica que fica em Cosmópolis, no interior do estado de São Paulo. De olho em um relacionamento duradouro com o franqueado, contratou uma equipe especializada em estruturar cursos na modalidade de Educação à Distância para montar uma escola online e ter condições de ensinar o passo-a-passo da operação ao franqueado.
Para garantir o giro do estoque das franquias, a Mr. Fit fez parcerias com operadoras de cartão de crédito para se certificar que as unidades terão estoque suficiente para atender às demandas. A parceria teve início depois que Camila identificou que muitos empreendedores tinham o dinheiro para iniciar o negócio, mas não tinham condições de manter. A alternativa vai evitar a mortalidade das fraquias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As mudanças têm surtido efeito. Além da grande adesão a microfranquia ‘Home’, outros sete modelos de negócio estão disponíveis. Opções como lojas gourmet em shopping center e dark kitchen para restaurantes também podem ser comercializadas. Com as variedades e possibilidades de investimentos de acordo com a disponibilidade financeira e a realidade local, franqueados têm conseguido fazer novos investimentos e inaugurar novas franquias. A previsão é que o faturamento da Mr. Fit possa aumentar em pelo menos 50% em 2021.

Fonte: https://jornaldebrasilia.com.br/blogs-e-colunas/analice-nicolau/camila-miglhorini/

O que achou? Deixe seu comentário:

💼 Explore o setor com nossas soluções: invista em uma franquia Super Anfitrão! 

X
error: Conteúdo indisponível.