Aluguel de quartos ganha força com Airbnb em Orlando

Aluguel de quartos ganha força com Airbnb em Orlando

Aluguel de quartos ganha força com Airbnb em Orlando 150 150 Super Anfitrião
Quando fiz minha pesquisa para escrever o livro “Como Ganhar Dinheiro com Vacation Homes”, há 4 anos atrás, me impressionei com o crescimento do AirBnb. Naquela época, era apenas uma tendência, mas hoje pode ser confirmada pela popularidade do aplicativo e pelo crescente número de viajantes que faz uso das hospedagens alternativas oferecidas pela empresa.

O Airbnb foi fundado em 2008, por três amigos que decidiram abandonar a faculdade de design para empreender. Mudaram-se para São Francisco na Califórnia e começaram a dividir um apartamento, mas ficaram sem dinheiro para pagar as contas. Na mesma época, havia uma conferência internacional de Design na cidade e os hotéis estavam lotados. Os amigos pensaram então em alugar o espaço vago no apartamento deles através de um site, com direito a uma cama inflável e café manhã. O site foi ao ar, sendo um dos primeiros a colocar os hóspedes em contato direto com os proprietários. Daí a origem do nome: O “Air” de colchão inflável e o “bnb” de “bed and breakfast”.

De lá para cá, esse conceito foi se consolidando e, hoje, alugar um quarto na casa de uma outra pessoa não é mais uma opção precária ou uma questão apenas de economia, mas sim uma escolha dos turistas e viajantes, que optam pela praticidade e, principalmente, valorizam as “experiências” – que são critérios subjetivos e podem considerar desde a decoração da casa até a afinidade de ideias com o anfitrião. Em outras palavras, os viajantes buscam viver momentos únicos e memoráveis, conhecer pessoas interessantes que possam fazer parte de sua rede de relacionamento e, acima de tudo, querem exclusividade e diferenciação: coisas que dificilmente se encontra na hotelaria convencional.

Este movimento está concretizado no mercado de Orlando.

Segundo a Forbes e Rented.com, atualmente, a Flórida é o melhor estado para investir no mercado de aluguel de temporada, levando em consideração o retorno sobre o investimento. E Orlando é o destino preferido de famílias de todo o mundo. Em 2019 foram mais de 80 milhões de visitantes e, segundo o Orlando Visitors Bureau, este número só cresce.

A cidade vem se preparando para esse crescimento: o Aeroporto Internacional de Orlando está em expansão para dobrar a sua capacidade. O setor hoteleiro teve um aumento de mais de 8,000 novos leitos no ano passado, impulsionados pelas as novas atrações inauguradas em 2019, como o Star Wars: Galaxy’s Edge, no Hollywood Studios. Além das novidades que estão programadas para 2020:

  • 4 novas atrações no complexo Disney: Mickey and Minnie’s Runaway Railway – no Disney’s Hollywood Studios, New Shows and Films e Remy’s Ratatouille Adventure – no Epcot e New Cirque du Soleil Show – no Disney Springs
  • 1 nova atração no Universal Studios Florida: The Bourne Stuntacular
  • 1 nova atração no SeaWorld: Ice Breaker
  • 2 novas atrações no ICON Park: Orlando Slingshot e Orlando Gyro Drop Tower
  • 1 nova atração no Orlando Science Center: Pompeii — The Immortal City

Sem mencionar ainda os projetos em desenvolvimento para os próximos anos: A expansão da Universal Orlando Resort, o novo centro comercial e de entretenimento Disney’s Flamingo Crossings e o complexo esportivo Olympus. Existem ainda grandes investimentos em infraestrutura viária, dentre eles o Trem Bala ligando Tampa-Orlando-Miami e a mega expansão da I-4.

Vendo todo esse potencial para o negócio de locação por temporada, mais a movimentação do Airbnb, desenvolvi um modelo de negócio, em parceria com construtoras americanas, que tem mostrado resultados acima do mercado convencional de locação por temporada: as Casas Pousadas ou Guest Houses. São casas de 12 ou 15 quartos, projetadas para o negócio de aluguel de quartos via AirBnb. Tudo nas casas é pensado para que os hóspedes tenham a melhor experiência da viagem: desde a decoração até os anfitriões. Cada detalhe importa.

Não são como hostels e albergues, já bem difundidos pelo mundo todo. São consideradas uma Hospedagem Alternativa, focada na experiência, enquanto hostels e albergues, em geral, tem foco nas instalações. Quem não entender bem essa diferença pode arriscar-se entre o sucesso e o fracasso do projeto.

Essa opção também tem se mostrado bastante atraente, sob o ponto de vista dos investidores, pois tem demonstrado resultados equivalentes a 50% mais de receita do que a locação de casas inteiras, com o mesmo custo fixo. Um excelente resultado, principalmente quando consideramos a solidez associada ao imóvel, as baixas taxas de juros da economia americana e a estabilidade do dólar.

O mercado de Vacation Homes está se transformando muito rapidamente. Novos desafios estão sendo impostos a Administradores e Proprietários que devem oferecer mais valor agregado para seus clientes sem que isso represente elevação de preços ou de custos. Mas, sem sombra de dúvida, este é um mercado que continuará crescendo e atraindo novas gerações de investidores, principalmente, os Milênios ou Geração Y.

Veja no link mais informações sobre esse modelo de negócio: https://resort.comprarcasaemorlando.com.br/pousada-em-orlando

Confira também os vídeos no Youtube: Pousadas nos EUA: viva bem e ganhe dinheiro com AirBnb e Trabalho pouco, faço amigos e ganho bem! Quem sou eu?.

Fonte: https://administradores.com.br/artigos/aluguel-de-quartos-ganha-for%C3%A7a-com-airbnb-em-orlando

O que achou? Deixe seu comentário:

💼 Explore o setor com nossas soluções: invista em uma franquia Super Anfitrão! 

X
error: Conteúdo indisponível.